Fotografias e imagens de microscopia em 3D para documentação técnica e científica.

Sabia que imagens em três dimensões (3D) podem constituir um recurso importante para o trabalho do engenheiro e do pesquisador?

Na elaboração de relatórios e documentos técnicos e científicos, normalmente recorre-se a ilustrações com fotografias. Entretanto, registrar fotograficamente superfícies que apresentam textura ou irregularidade superficial, como, por exemplo, aquelas que sofreram desgaste ou corrosão, não é trivial. Requer conhecimento de técnicas fotográficas, particularmente no que diz respeito à iluminação, sensibilidade, profundidade de foco e contraste. Mais do que isso, a fotografia pode criar ilusão de óptica, transformando relevo em cavidade e vice-versa. A fotografia 3D elimina esta ilusão e inequivocamente consegue registrar a superfície.

Essas questões foram o ponto de partida para um workshop a cargo do professor Deniol Tanaka, que reuniu cerca de 40 professores e estudantes de Engenharias, Fotografia, Ciência de Materiais e outros cursos, na Universidade de Caxias do Sul (UCS), no final da tarde de 26 de agosto passado.

Vejam estas fotografias da turma. Notem que as duas de baixo são 3D; para enxergá-las corretamente é necessário usar óculos com lentes red/blue (destinados à visualização de imagens no sistema anaglífico).

Aula3D_2E       Aula3D_D

 

Aula3D_2      Aula3D_1

Deniol Tanaka, professor titular da Escola Politécnica da USP, é formado em Engenharia Mecânica pela UNESP. Possui mestrado em Ciências pelo ITA, e doutorado em Engenharia Metalúrgica e livre docência pela USP. Fã declarado da fotografia 3D, além de usar a técnica profissionalmente e incluí-la nas suas aulas de Análise de Falha, Tanaka costuma usar sua câmera 3D em eventos de cunho pessoal como os aniversários de seus netos.

No workshop, que formou parte da programação do  1º Seminário de Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social organizado pelo Centro de Ciências Exatas e da Tecnologia (CCET) da UCS, ele passou aos participantes um amplo panorama de técnicas de imagem, indo desde noções básicas de fotografia (iluminação, profundidade de foco, tempo de exposição) até a criação de fotografias e imagens de microscopia em 3D. Vejam o arquivo da apresentação, gentilmente cedido pelo professor Tanaka:

Após o workshop, os estudantes de pós-graduação presentes seguiram para um módulo prático sobre micrografia 3D no microscópio eletrônico de varredura (MEV) do Laboratório de Caracterização de Materiais da UCS.

A presença do professor Tanaka em Caxias do Sul foi patrocinada pelo Instituto Nacional de Engenharia de Superfícies.

Uma resposta para Fotografias e imagens de microscopia em 3D para documentação técnica e científica.

  1. É comum pensar que as câmaras em 3d e os aparelhos de microscopia são úteis nas Ciências Naturais. É verdade, as ciências fazem destes inventos descobertas incríveis e desenvolvem a medicina, a agrimensura, a química, os dados e informações dos satélites, etc. Porém, as ciências sociais também podem se beneficiar das câmaras e da tecnologia em 3d. Arqueólogos, historiadores, mais também sociólogos o cientistas políticos podem tirar muitos dados ocultos até agora. Arquivos, documentos, obras de arte, edifícios, fotografia aérea, todas áreas onde os novos microscópios e câmaras 3d são extremadamente úteis.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: