Desgastes imateriais

Nesse domingo chuvoso fui presenteado por Graham Greene com a seguinte passagem tribológica.
“ Se aquela catedral houvesse existido por cinco séculos, em vez de duas décadas, será que teria se revestido de uma atmosfera convincente, com o desgaste de passos e a erosão do tempo?”
O texto lembrou-me de uma foto de 2007 feita pelo amigo Mario Vitor Leite. Na época aluno de doutorado fazendo estágio em Portugal com apoio da fundação Santander, não resistiu à proximidade e visitou Santiago de Compostela.
Lá, flagrou a base da coluna que sustenta o santo  escavada por 800 anos de fé.

Graham Greene. “O americano tranqüilo. Editora Globo. 1a. Ed. 2007 p. 120

Amilton Sinatora

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: