As demandas globais por energia, proteção ambiental e bem estar dos idosos – uma resposta brasileira

As demandas globais por energia, proteção ambiental e bem estar dos idosos – uma resposta brasileira
No ?post? anterior me referi a três demanda mundiais, a economia de energia, a proteção do meio ambiente e a melhoria do bem estar dos idosos. A primeira resposta politica estruturada a estes desafios que eu conheço no Brasil foi elaborada pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) que preparou dois importantes documentos emitidos em dezembro de 2007 e em junho de 2008,  o Estudo Prospectivo de Materiais.
xxxxxxxxxxxxxVc pode buscar o link DELES, por favor xxxxxxxxxxxxxxx
Os temas listados abaixo mostram o papel dos materiais e da tribologia frente a estes desafios.
1) Aproveitamento sustentável de recursos naturais minerais e biológicos e a inovação em materiais avançados deles derivados.
2) Materiais avançados para geração e armazenamento de energia
3) Novas tecnologias de materiais para aplicações ambientais
4) Materiais avançados para a saúde integral
5) Materiais avançados para tecnologias sensíveis (defesa, aeroespacial)
6) Oportunidades em tribologia como agente de inovação no desenvolvimento de materiais
A geração de energia, saúde e proteção ambiental foram diretamente condicionadas ao desenvolvimento de materiais. A ?tribologia? corta os temas, apontando demandas relacionadas a atrito, lubrificação e desgaste, em geral esquecidas no estudo tradicional dos materiais.
As demandas em tribologia são: novos fluídos lubrificantes, materiais tribológicamente avançados para setores primários,  revestimentos e texturização de superfícies, aplicação da tribologias na manufatura e em sistemas biológicos. Por fim, o documento aponta a aplicação da caracterização tribológica in situ com técnica para acelerar o processo de inovação na área.
Amilton Sinatora 08-09-09
No post anterior,  me referi a três demanda mundiais, a economia de energia, a proteção do meio ambiente e a melhoria do bem estar dos idosos. A primeira resposta política estruturada a estes desafios que eu conheço no Brasil foi elaborada pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) que preparou dois importantes documentos emitidos em dezembro de 2007 e em junho de 2008,  o Estudo Prospectivo de Materiais Avançados, publicado no site do centro, onde tem uma ferramenta de busca por documentos.
Os temas listados abaixo mostram o papel dos materiais e da tribologia frente a estes desafios.
1) Aproveitamento sustentável de recursos naturais minerais e biológicos e inovação em materiais avançados deles derivados.
2) Materiais avançados para geração e armazenamento de energia.
3) Novas tecnologias de materiais para aplicações ambientais.
4) Materiais avançados para a saúde integral.
5) Materiais avançados para tecnologias sensíveis (defesa, aeroespacial).
6) Oportunidades em tribologia como agente de inovação no desenvolvimento de materiais.
A geração de energia, saúde e proteção ambiental foram diretamente condicionadas ao desenvolvimento de materiais. A tribologia permeia os temas, apontando demandas relacionadas a atrito, lubrificação e desgaste, em geral esquecidas no estudo tradicional dos materiais.
As demandas em tribologia são: novos fluídos lubrificantes, materiais tribologicamente avançados para setores primários,  revestimentos e texturização de superfícies, aplicação da tribologia na manufatura e em sistemas biológicos. Por fim, o documento aponta a aplicação da caracterização tribológica in situ como técnica para acelerar o processo de inovação na área.
Amilton Sinatora

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: