Coeficiente de Atrito Ultra Baixo entre Cerâmicas

Coeficiente de Atrito Ultra Baixo entre Cerâmicas
Uma das perspectivas interessantes para diminuir o coeficiente de atrito é empregar, em sistemas móveis, cerâmicas lubrificadas com água. Todo mundo ganha com isto, especialmente o meio ambiente. Economiza-se energia devido ao baixo coeficiente de atrito e como água e cerâmicas são totalmente reaproveitáveis, ganha o meio ambiente.
Pesquisadores americanos, japoneses e europeus vêm desde 1985 aproximadamente, obtendo valores muito baixos de coeficiente de atrito, na faixa de 0,008 a 0,002 em laboratório, empregando as cerâmicas SiC (carboneto ou carbeto de silício) ou  Si3N4 (nitreto de silício). Em outras palavras quando os pesquisadores esfregavam  SiC contra SiC ou  Si3N4  contra Si3N4 as forças de atrito eram de duas o oito mil vezes menores do que a força aplicada sobre as cerâmicas.  As causas deste fenômeno não fora elucidadas até hoje.
Por isto em 2002 iniciamos um trabalho de doutorado conduzido pelo engenheiro Vanderlei Ferreira ,do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, buscando entender o que causa um coeficiente de atrito tão baixo.
Nosso trabalho se concentrou no estudo do atrito entre  Si3N4 e Al2O3 (alumina) e após cinco anos de trabalho obtivemos valores de coeficiente de atrito iguais aos de nossos colegas do exterior. Atualmente são quatro grupos de pesquisa no mundo obtendo valores nesta faixa de valores e somos os primeiros a conseguir estes resultados com cerâmicas dissimilares.  Acreditamos que interações elétricas na interface entre as cerâmicas é o que causa tão baixo coeficiente de atrito.
Continuamos estudando o assunto com uma motivação extra. Pesquisas realizadas na década de 1990 mostraram que no sistema que estudamos não seria possível obter valores tão baixos de coeficientes de atrito. Somente conseguimos os resultados por termos extrapolado as condições experimentais dos pesquisadores que nos antecederam. Se vocês querem mais informações consultem http://www.teses.usp.br/ e procurem pelo nome Vanderlei Ferreira.

Uma das perspectivas interessantes para diminuir o coeficiente de atrito é empregar, em sistemas móveis, cerâmicas lubrificadas com água. Todo mundo ganha com isto, especialmente o meio ambiente. Economiza-se energia devido ao baixo coeficiente de atrito e como água e cerâmicas são totalmente reaproveitáveis, ganha o meio ambiente.

Pesquisadores americanos, japoneses e europeus vêm, desde 1985 aproximadamente, obtendo valores muito baixos de coeficiente de atrito, na faixa de 0,008 a 0,002 em laboratório, empregando as cerâmicas SiC (carboneto ou carbeto de silício) ou  Si3N4 (nitreto de silício). Em outras palavras, quando os pesquisadores esfregavam  SiC contra SiC ou  Si3N4  contra Si3N4 as forças de atrito eram de duas o oito mil vezes menores do que a força aplicada sobre as cerâmicas.  As causas deste fenômeno não foram elucidadas até hoje.

Por isto em 2002 iniciamos um trabalho de doutorado conduzido pelo engenheiro Vanderlei Ferreira, do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, buscando entender o que causa um coeficiente de atrito tão baixo.

Nosso trabalho se concentrou no estudo do atrito entre  Si3N4 e Al2O3 (alumina) e, após cinco anos de trabalho, obtivemos valores de coeficiente de atrito iguais aos de nossos colegas do exterior. Atualmente são quatro os grupos de pesquisa no mundo obtendo valores nesta faixa de valores e somos os primeiros a conseguir estes resultados com cerâmicas dissimilares.  Acreditamos que interações elétricas na interface entre as cerâmicas é o que causa tão baixo coeficiente de atrito.

Continuamos estudando o assunto com uma motivação extra. Pesquisas realizadas na década de 1990 mostraram que, no sistema que estudamos, não seria possível obter valores tão baixos de coeficientes de atrito. Somente conseguimos os resultados por termos extrapolado as condições experimentais dos pesquisadores que nos antecederam. Se vocês querem mais informações consultem http://www.teses.usp.br/ e procurem pelo nome Vanderlei Ferreira.

Amilton Sinatora

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: